Laudo sobre o tratamento de água da torre de resfriamento.

Laudo sobre o tratamento de água da torre de resfriamento.

A água que é utilizada na torre de resfriamento contem impurezas inorgânicas como:

  • Carbonato de cálcio.
  • Hidróxido de magnésio.
  • Silicato de cálcio.
  • Silicato de magnésio.
  • Sílica.
  • Óxido de ferro
  • Óxido de zinco e etc.

Impurezas estas classificadas com inorgânicas que se não tratadas com um produto que as decante e que posteriormente sejam drenadas do equipamento ocasionara em incrustações na torre de resfriamento.

 

 

Incrustações estas que diminuem a eficiência da torre.

Podemos dizer que se não tradas adequadamente estas incrustações literalmente empedram a torre de resfriamento.

O produto utilizado na torre de resfriamento a fim de prevenir e minimizar a incidência destas incrustações é um combinado de produtos químicos como:

  • Tripolifosfatos.
  • Sulfitos.
  • Sulfatos.
  • Hidróxidos e ácido fosfórico.

É uma solução ácida!
Esta solução deve de ser dosada na proporção de 1 litro de produto para cada 1000 litros de água utilizada na torre de resfriamento. A qual através de uma análise físico química deverá está avaliando e analisando o tratamento através dos indicadores observados na análise da água.

A água na torre de resfriamento deve de manter os seguintes padrões listados abaixo a fim de obtermos um bom tratamento contra estas impurezas inorgânicas:

  • PH entre 6 e 8, veja que para o PH 6 indica acides é e considerado normal dentro dos parâmetros do tratamento preventivo.
  • Alcalinidade total, como CaCO3, é considerado normal se for encontrado através da análise físico química uma concentração de até 600 g diluído por PPM ou parte por milhão.
  • Dureza total, como CaCO3, é considerado normal se for encontrado através da análise físico química uma concentração de até 1000 g diluído por PPM ou parte por milhão.
  • Cloretos, como CL, é considerado normal se for encontrado através da análise físico química uma concentração de até 430 g diluído por PPM ou parte por milhão.
  • Sílica, como SiO2, é considerado normal se for encontrado através da análise físico química uma concentração de até 180 g diluído por PPM ou parte por milhão.
  • Ferro total, como Fe, é considerado normal se for encontrado através da análise físico química uma concentração de até 0,5 g diluído por PPM ou parte por milhão.
  • Sólidos totais dissolvidos, é considerado normal se for encontrado através da análise físico química
    uma concentração de até 2500 g diluído por PPM ou parte por milhão.

Para os paramentos como o do PH que tem um indicador de máximo e mínimo, é importante está observando a oscilação entre eles, a fim de se tomar uma decisão de correção no tratamento preventivo.

Lembrando que para que tenhamos um bom tratamento e um bom funcionamento da torre de resfriamento, se faz necessário um acompanhamento do responsável em química orientando como deve de ser feita as dosagens e drenagens da torre de resfriamento.

Também uma boa parceria entre o operador da torre, e que se mantenha as manutenções e inspeções do equipamento com regularidade; somete este conjunto de ações ira garantir um bom funcionamento do equipamento.

Permita-nos lhe Enviar Novidades, Dicas e Promoções de Nosso Portal?

100% Livre de SPAM. Descadastre-se Quando Desejar!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!